TESTE

Blog

HomeNotícias e DicasConvênio Empresarial Tem Carência?

Convênio Empresarial Tem Carência?

Convênio empresarial tem carência?


Esse tipo de dúvida é muito comum quando você vai começar a trabalhar formalmente e tem direito ao benefício de convênio médico. Essa dúvida surge muito por conta da falta de informação ao beneficiário.

Existia um período da história em que nenhum tipo de assistência médica era prestada aos trabalhadores, época em que surgiram diversas doenças e acidentes de trabalho, sem nenhum auxílio de um convênio empresarial. Já pensou? Hoje em dia, o convênio empresarial é primordial e muitas vezes decisivo da hora do trabalhador escolher uma empresa.

Se você quer saber mais como funcionam os planos de saúde empresariais, as funcionalidades que ele tem, como funciona o tempo de carência após sua contratação, se tem coberturas para procedimentos médicos, continue lendo e tirando suas dúvidas com a gente!

 

Afinal de contas, como funciona um convênio empresarial?


Os planos de saúde corporativos tem como objetivo facilitar a vida do colaborador, oferecendo atendimento hospitalar de qualidade para todos os colaboradores de uma empresa. Alguns tipos de convênios também podem oferecer benefícios aos dependentes dos funcionários, desde que eles sejam parentes de até 3º grau ou cônjuges.

A vantagem que a empresa tem ao oferecer o benefício do convênio médico é que, de modo geral, contribui na valorização da equipe, melhora a produtividade de todos os envolvidos, reduz as faltas, reduz o pagamento de impostos e outras situações específicas.

Qual é a cobertura que um plano de saúde empresarial pode oferecer?
Essa dúvida é sempre muito comum entre os funcionários. De modo geral, eles funcionam como qualquer outro convênio e contam com os mesmos benefícios dos planos comuns.

A ANS (Agência Nacional de Saúde) fornece gratuitamente uma lista com todos os procedimentos obrigatórios que devem ser contemplados em um convênio empresarial. Essa listagem leva o nome de Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde e enumera tudo aquilo que deve ser feito por um convênio empresarial.

Em resumo, os procedimentos cobertos por esse tipo de plano incluem consultas comuns, exames laboratoriais e de imagem, internações hospitalares, partos, muitos tratamentos e algumas cirurgias.

 

Mas afinal, o que é a carência em um plano de saúde?

Se essa é a sua grande dúvida, vamos te dar todos os esclarecimentos que você precisa.

Em primeiro lugar, devemos explicar o que é a carência. De modo resumido, ela funciona como um período compreendido entre a contratação do plano e o início das suas atividades para o beneficiário. Em outras palavras, podemos dizer que a carência é o tempo que deve ser aguardado antes que você possa utilizar os serviços do plano, como consultas ou exames. Essa carência precisa existir pois serve como segurança, uma garantia para o servidor do plano. Por exemplo, tem pessoas que decidem contratar um plano apenas porque vai passar por uma cirurgia específica e querem pagar um valor mais em conta nela ou até mesmo conseguir cobertura total e logo depois que não estiver mais precisando, cancelar o convênio, o que prejudicaria o servidor do plano.

 

Convênio empresarial tem carência?

A empresa pode exigir o cumprimento de prazos de carência caso o convênio empresarial tenha menos de 30 beneficiários ou o ingresso nele ocorra após 30 dias da aderência do plano. Esse tipo de prazo depende de cada fornecedora e está sempre sujeito a mudanças,

A seguir, confira os principais prazos estipulados pela ANS (Agência Nacional de Saúde) e que abrangem a maioria das exceções dos planos de saúde empresariais:

  • Partos programados, sejam eles normais, sejam pelo método cesariana (excluindo, obviamente, partos emergenciais ou prematuros) devem aguardar o período de 300 dias para a realização após a contratação;
  • Casos de urgência, acidentes pessoais ou complicações no processo gestacional, e emergência, risco imediato à vida ou lesões irreparáveis precisam aguardar apenas 24 horas após a contratação do plano de saúde;
  • Doenças e lesões preexistentes (denominação dada para quando o contratante do plano de saúde já conhecia a enfermidade antes da contratação) precisam aguardar 24 meses para utilizar o convênio.

Nas demais situações, o tempo médio a ser aguardado após a contratação do plano de saúde é de cerca de 180 dias. Por isso, é imprescindível ler o contrato com atenção, inclusive certos pontos, como os que dizem respeito à carência. Essa informação é de extrema importância e evita conflitos, possibilitando o planejamento adequado de todos.

Como podemos perceber, deve ser levado em consideração esse ponto da carência na hora da contratação de um plano empresarial. Você deve estar atento e se informar com antecedência para evitar problemas futuros, como os de prazos, que pode variar de acordo com o plano, e os pontos específicos do contrato.

Ainda tem dúvidas? Então, entre em contato conosco, nós podemos te ajudar!

Clique aqui  e saiba mais sobre os convênios empresariais:

Written by

The author didnt add any Information to his profile yet

Leave a Comment

Pesquisa